Perdão é Algo que Fazemos por Nós Mesmos

Compartilhe esse post:

O que é o perdão?
Perdão segundo o dicionário é remissão da pena ou ofensa; desculpa.
Perdoar segundo o evangelho espírita é um ato simples, puro e singelo.

E o que significa perdoar?

  1. Perdoar não diz respeito a apoiar comportamentos que geram dores tanto físicas quanto emocionais.
  2. Não é “ser conivente” com as condutas inadequadas.
  3. Perdoar significa compreender o outro, seus limites, suas razões, se colocar no lugar do outro, sem deixar de lado nossos direitos e nossos limites; Como diz o Jean-Yves Leloup no livro “O corpo e seus símbolos”, o perdão é não aprisionar o outro nas consequências negativas de seus atos. E eu digo mais também não ficarmos aprisionados nesta energia.

É uma forma de nos libertarmos de toda energia negativa que ainda nos prende ao outro.
Mas, em primeiro lugar devemos aprender a nos perdoar, pois ninguém dar o que não tem.

O perdão é um instrumento de cura, é esquecer o passado, e não trazer a energia negativa de volta. Quando trazemos a energia negativa de volta criamos os ressentimentos que é sentir de novo, e aí nós criamos as doenças e nossa vida não flui.

Platão dizia: “Aquele que tudo compreende, tudo perdoa.”

O perdão é uma questão de inteligência, de compreensão. Muitas vezes está acima de nossas forças perdoarmos a partir do nosso ego. Quem perdoa é nossa Essência Divina, uma dimensão maior dentro de nós, maior que nós mesmos, que compreende e perdoa.

E perdoar é uma escolha, minha gente!
O perdão não é Humano, é um ato divino.
O perdão está acima de tudo!

Vantagens do Perdão e do Auto Perdão:

  1. Restaurar a nossa mente, para um ESTADO DE PAZ INTERIOR.
  2. Felicidade. Nós não podemos estarmos felizes, se estamos chateados com alguém.
  3. Mente calma, sem conflitos.
  4. Nos liberta do julgamento
  5. Remove todos os bloqueios e medo, e o que sobra é algo bonito e feliz, é a parte verdadeira do nosso “EU”.
  6. E quando somos corajosos o suficiente para perdoar e assim limparmos a nossa mente de todos ressentimentos, mágoas, nós liberamos espaço para criar o Paraiso em nossa vida, ou seja criar a vida que desejamos.

Agora 3 sugestões para trabalhar o perdão:

  1. Acolher a raiva, a mágoa, o ressentimento, deixando-os se movimentarem em seu corpo, sem julgamentos, só observa, assim vc não precisa mais desperdiçar energia para evitar estes sentimentos.
  2. Dançar, soltar emoção no corpo, deixar a energia movimentar e ir embora.
  3. Além de perdoar com a cabeça é preciso perdoar com o coração e por último com o corpo.
  4. HO OPONOPONO, é uma ferramenta muito simples e fantástica! “Divino Criador
    Por esse instante e em seu tempo, por tudo o que não me agrada em minha vida presente: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grata.
    Se meu corpo físico experimenta ansiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor, pronuncio e penso: “minhas memórias, eu te amo. Estou agradecida pela oportunidade de libertar vocês e a mim”. Eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.
    Neste momento, afirmo que te amo. Penso na minha saúde emocional e na de todos os meus seres amados da terra. Te amo. Para minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medo, reconheço as minhas memórias aqui neste momento: eu sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.
    Deixa que isso se limpe e purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas. Transmute essas energias indesejáveis em pura luz e assim é.
    Para concluir, digo que esta oração é minha porta, minha contribuição à tua saúde emocional, que é a mesma que a minha. Então esteja bem e, na medida em que vai se curando, eu te digo que: eu sinto muito pelas memórias de dor que compartilho com você. Te peço perdão por unir meu caminho ao seu para a cura, te agradeço por estar aqui em mim. Eu te amo por ser quem você é”.
Sandra Souza

Sandra Souza

Mentora Integrativa e Instrutora de ThetaHealing

Continue lendo

Blog Autoestima
Autoestima

Como Melhorar a Sua Autoestima

Autoestima é a qualidade de quem se valoriza, está satisfeito com seu modo de ser, com sua forma de pensar ou com sua aparência física,